Capitais têm ocupação de leitos de UTI Covid-19 superior a 90%, indica Fiocruz

 

Hospitais em estado crítico com falta de leitos devido a pandemia de Covid-19

 da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) indica que 19 capitais brasileiras têm taxa de ocupação de leitos de Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) Covid-19 superior a 90%. Publicado no último dia 16 de março de 2021, o documento aponta ainda aumento alarmante nos casos de óbitos.

Para a Fiocruz, este pode ser o pior colapso sanitário e hospitalar da história do Brasil. Dos 27 governos estaduais, 25 estão com ocupação dos leitos de UTI igual ou superior a 80%. Entre 7 e 13 de março, diariamente, foram notificados mais de 70 mil novos casos e quase 2 mil mortes. São as piores médias já registradas desde a confirmação do primeiro caso no país, em fevereiro de 2020.

O boletim aponta uma aceleração na transmissão da Covid-19 desde 21 de fevereiro, com crescimento diário de 1,5% e 2,6% no número de casos e no número de óbitos, respectivamente. As internações eletivas estão paralisadas, em sua grande parte, o que compromete as condições de saúde e agravam os danos permanentes ou levam muitos a óbito.

Equipes
No entanto, o colapso não se restringe aos infectados e a situação sobrecarrega as equipes de saúde, que precisam lidar com a falta de leitos, com a carga excessiva de trabalho, com maior exposição à Covid-19 e com o adoecimento de profissionais de saúde. Diante desse cenário, a Fiocruz recomenda medidas sanitárias rigorosas de prevenção e controle.

Na mesma direção, o Conselho Nacional dos Secretários de Saúde (Conass) sugere a adoção medidas de supressão e bloqueio, de acordo com a necessidade local, e reforça a necessidade de manter a obrigatoriedade do uso de máscaras. Em matéria sobre as mudanças na habilitação e no repasse para leitos UTI Covid-19, a Confederação Nacional dos Municípios (CNM) se manifestou sobre a situação.

Alerta
A publicação feita mês passado alertou para o impacto da interrupção e diminuição dos valores destinados aos leitos de UTI nos Municípios e solicitou medidas que melhorassem a renovação de leitos de UTI Covid-19. No último dia 12, nova matéria da Confederação destacou o restabelecimento de parte dos recursos de financiamento tripartite de parte das Unidades de Terapia Intensiva (UTI) Adulto Covid-19 habilitadas em 2020.

Vale destacar ainda, que diversas portarias do Ministério da Saúde (MS) foram publicadas nesta quinta-feira, 18 de março, autorizando leitos de UTI para atendimento exclusivo dos pacientes com Covid-19 em diversos Estados.

Fonte: Portal CNM